Lisboa menina e moça, Lisbooooooa!!! A capital de Portugal, a cidade luz do país, e a minha casa durante alguns anos, 10. Não são muitos, mas também não são assim tão poucos. Foram os anos suficientes para conhecer muito bem Lisboa,  principalmente o que tem de melhor. E tem muito!

No entanto, não me estou a ver a viver por lá. A voltar! A reviver o dia-a-dia da vida daquela urbe. Sim, por trás de uma cidade preenchida de espaços bonitos e ricos onde apetece parar e fotografar, há as rotinas, há as pressas, há o anonimato, há a solidão, há regras para tudo, e há uma gigante falta de tempo (paciência, e cabeça) para desfrutar, para viver… Senti isso, muitos dias, várias vezes ao dia. Há um ‘preço’ a pagar para morar na capital, na grande Lisboa. Um preço distinto para cada pessoa, para cada fase da vida. O (meu) preço variou muito ao longo dos anos. Parecia que a cidade estava cotada em bolsa (risos). Variou, conforme variou a minha visão da capital. E ainda variou, variava, com a visão da minha própria vida. Tudo ligado!

Hoje, volto várias vezes a Lisboa. Vou na versão turista, poucos dias. É o ir livre. Vou para desfrutar, para aproveitar tudo o que tem de melhor. Consigo-o! Tenho tempo, tenho paciência e tenho cabeça. Vou em time off, e vou fazer o que gosto muito, – passear – (risos).

 

Deixe uma resposta