Mudar de vida. Fazer um off. Alterar rotinas. Ficar sem horários. Mudar de casa(s). Fazer planos. Alterar objetivos. Ficar sem agenda. Viver numa espécie de – tudo pode acontecer, sem ter nada definido para acontecer (risos) -. É mais ou menos isto quando se deixa o certo pelo incerto, o estável pelo instável, o conforto pelo desconforto, e o escritório por qualquer lugar … O escritório é a palavra – trabalho – que deixei cair pela força, pelo acreditar que podia ser eu a escolher. Que queria ser eu a dizer sim a um novo escritório, a UMA NOVA VIDA!

Passaram já dezenas de meses, desde que o larguei, o escritório padrão. Parei de trabalhar? Não. Talvez tenha vindo a ter as minhas férias, claro. Mereço! As mesmas férias e os mesmos dias que tinha quando trabalhava no escritório. Agora trabalho noutro lugar, em vários lugares. Ele vai comigo. Levo-o para a cidade, levo-o para a aldeia, levo-o para a praia, levo-o para a piscina, levo-o para o jardim, levo-o para a churrasqueira, levo-o a passear, levo-o para os time(s) off … e às vezes também o levo para onde não o queria levar (risos). Faz parte.

Definir o local de trabalho – escritório – como qualquer lugar é para: a) os fortes; b) os que acreditam; c) os corajosos; d) os sonhadores, … Não sou isso tudo. Se fosse, talvez nem precisasse de trabalhar (risos). Vou sendo partes disso, em alguns momentos. Acredito, as melhores partes, nos melhores momentos …

Deixe uma resposta