Fui até à localidade de Fontelo. Uma freguesia portuguesa do concelho de Armamar, que além de contar com muitos anos de história e de Vida, é abençoada por São Domingos! E foi ele o responsável por este time off (risos). Sim, foi o monte de São Domingos e o seu miradouro que me fizeram ir até lá. E ainda bem que fizeram!

O dia estava bonito, muito sol, muita luz, não corria ar, tudo perfeito para posar para a fotografia (risos). A viagem da aldeia até ao destino foram cerca de cinco minutos de carro. Rápido e fácil! Havia indicação e havia desde o início uma forte atenção e vontade de chegar. Ainda a conduzir comecei a ver o monte e  uma cruz que sobressaia claramente. Já a capela aparecia só parcialmente, estava ‘protegida’ por muito verde (natureza).

Miradouro

Chego ao monte de São Domingos, estaciono e percebo que a vista panorâmica, o miradouro e o que me fez ir até lá, a cruz alta, não era na direção da capela, que de facto, e confirmava-se, estava rodeada de pinhal alto e denso. O que procura estava, sim, em sentido contrário (gosto de ser do contra, risos). Definido numa espécie de trilho, e já muito marcado por vários exploradores e turistas como eu, lá subi eu poucos metros até lá em cima. Um percurso verdadeiramente espetacular!!!

É que é uma vista a 360º com direito a quase tudo. É a riqueza e diversidade da paisagem duriense perfeitamente retratada. É o rio Douro ao fundo, é a gigante Serra do Marão em frente e são os municípios de Tarouca, Lamego, Resende, Mesão Frio, Régua, Santa Marta de Penaguião, Vila Real e Sabrosa, tudo ali! Não sei se os identifiquei exatamente a todos, também não fui lá para isso (risos). Mas que ali está uma excelente concentração do que melhor se tem, do que temos, na região, isso não tenho dúvida.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta